SISTEMAS FOTOVOLTAICOS ON GRID E OFF GRID

A energia solar fotovoltaica é aquela capaz de gerar energia elétrica a partir da luz solar. Existem dois tipos básicos de sistemas fotovoltaicos: Sistemas Conectados à Rede (ON GRID) e os que não são conectados à rede, Sistemas Isolados (OFF GRID).

 

ON GRID - SISTEMAS CONECTADOS A REDE DA CONCESSIONÁRIA

Os sistemas fotovoltaicos de conexão à rede são caracterizados por estarem integrados à rede elétrica que abastece a população. Diferente dos sistemas isolados que atendem a um propósito específico e local, estes sistemas também são capazes de abastecer a rede elétrica com energia que pode ser utilizada por qualquer consumidor da rede.

Os sistemas conectados têm uma grande vantagem com relação aos sistemas isolados por não utilizarem baterias e controladores de carga. Isso os torna cerca de 30% mais eficientes e também garante que toda a energia seja utilizada, ou localmente ou em outro ponto da rede. Sistemas de conexão à rede podem ser utilizados tanto para abastecer uma residência, ou então simplesmente produzir e injetar a energia na rede elétrica, assim como uma usina hidroelétrica ou térmica.

Para casas e empresas estes sistemas também são chamados de sistemas fotovoltaicos de autoconsumo. Se o proprietário do sistema produzir mais energia do que consome, a energia produzida fará com que o medidor “gire para trás”. Quando produzir menos do que consome, o medidor deverá “girar mais devagar”. Vale observar que o medidor deve ser apropriado, chamado de medidor bidirecional, para contabilizar o fluxo de energia nos dois sentidos.

O sistema ON GRID, é basicamente um conjunto de equipamentos, capazes de transformar a energia do sol em energia elétrica e colocá-la direto na rede elétrica de energia. Os painéis solares convertem a energia solar em energia elétrica através das células fotovoltaicas e, por meio dos inversores, a energia é direcionada automaticamente para o quadro de rede da residência.

Do ponto de vista dos componentes, um sistema fotovoltaico ON GRID é composto por painéis solares, cabos, string box e inversores. Os inversores ON GRID, além de transformar a corrente contínua em alternada, devem sincronizar o sistema com a rede pública.

A partir do momento em que o sistema ON GRID dá inicio ao funcionamento o cliente já começa a receber os benefícios.

COMO FUNCIONA UM SISTEMA FOTOVOLTAICO CONECTADO A REDE?

O inversor ON GRID recebe a energia gerada pelas placas solares em corrente contínua, e a transforma em corrente alternada com a mesma forma de onda da energia elétrica fornecida pela distribuidora local.

O inversor fotovoltaico ON GRID também integra a energia solar à energia elétrica fornecida pela concessionária local, permitindo a utilização de qualquer equipamento consumidor de energia elétrica que esteja ligado à rede como motores, eletrodomésticos, aparelhos de ar condicionado ou geladeiras.

Esse tipo de sistema trabalha em paralelo com a rede pública de distribuição de energia, ou seja, opera da mesma forma que uma usina elétrica convencional, porém em menor escala.

OFF GRID - SISTEMAS ISOLADOS NÃO CONECTADOS A REDE DA CONCESSIONÁRIA​

Os sistemas isolados ou autônomos para geração de energia solar fotovoltaica são caracterizados por não estarem conectados a rede elétrica. O sistema abastece diretamente os aparelhos que utilizarão a energia e são geralmente construídos com um propósito local e específico. Esta solução é bastante utilizada em locais remotos já que muitas vezes é o modo mais econômico e prático de se obter energia elétrica nestes lugares. Exemplos de uso são sistemas de bombeamento de água, eletrificação de cercas, geladeiras para armazenar vacinas, televisores, câmeras, postes de luz, estações replicadoras de sinal, etc.

A energia produzida é armazenada em baterias que garantem o abastecimento de energia elétrica em períodos sem sol. Com custos mais elevados do que o sistema ON GRID, o OFF GRID tem a vantagem de se auto sustentar através da utilização de baterias.

COMO FUNCIONA UM SISTEMA OFF GRID?

Os sistemas OFF GRID de geração de energia solar fotovoltaica, de maneira simplificada, são compostos de quatro componentes:

São o coração do sistema e geram a energia elétrica que abastece as baterias. Tem a função de transformar a radiação solar em corrente elétrica contínua. Um sistema pode ter apenas um painel ou vários painéis interligados entre si.

São a válvula do coração e garantem o correto abastecimento das baterias evitando sobrecargas e descargas profundas, aumentando sua vida útil.

São o cérebro do sistema e tem a função de transformar corrente continua (CC) em corrente alternada (AC), e levar a tensão, por exemplo, de 12V para 127V. Em alguns casos pode ser ligado a outro tipo de gerador ou à própria rede elétrica para abastecer as baterias.

São o pulmão do sistema e armazenam a energia elétrica para ser utilizada nos momentos em que o sol não esteja presente e não haja outras fontes de energia.

QUAL A MELHOR ESCOLHA ON GRID OU OFF GRID?

Depende muito da sua necessidade. Os sistemas ON GRID tem a vantagem de não utilizar baterias e controladores de carga. Isso os deixa mais baratos, pois garante que toda a energia seja utilizada localmente ou em outro ponto da rede.

No entanto os sistemas OFF GRID usam bateria que podem armazenar o excedente energético. Porém não é recomendado para áreas urbanas, se o objetivo final é receber desconto na conta de luz, o sistema conectado a rede é mais indicado.

O sistema ON GRID é mais recomendado para quem deseja alimentar toda a residência ou empresa. No entanto, se não há ligação com nenhuma distribuidora ou possui problemas de abastecimento e deseja ser independente das concessionárias de energia, o OFF GRID é mais adequado.

É importante considerar que abastecer totalmente uma residência com um sistema OFF GRID tem um custo elevado, além de necessitar de um espaço amplo para armazenar as baterias. Sendo assim, recomendamos que você selecione os equipamentos mais críticos numa eventual falta de energia, como geladeira e pontos estratégicos de iluminação.